Não resisti ao meu irmãozinho safadinho.

29/04/2013 15:02

Ola a todos meu nome é Thiago, esta historia envolve meu irmão que se chama Yago e eu.

Meu irmão o yago sempre foi muito agarrado em min, sempre, achava que era falta de uma presença paterma mais constante pois meu pai é caminhoneiro e esta sempre viajando. Yago também era super grudado com meu pai na verdade o único momento em que ele não estava atrás de mim era quando meu pai estava em casa.

Sempre brincávamos, tomávamos banho juntos eu era quem o levava e buscava da escola pois era perto da minha, mas quando fiquei um pouco mais velho meu corpo começou a mudar quis uma certa distancia, mais privacidade e cortei os banhos juntos, o que Yago não gostou.

No primeiro dia na verdade primeiro mês quando, saia de fininho e ia pro banheiro quando ele percebia saia em disparada eu fechava e trancava rápido, a porta ele sentava no chão começava a chamar, chorar e a bater os pés na porta do banheiro. Eu pedia para ele parar falava que não iria abrir e ele chorando só parava quando eu terminava o banho e abria a porta, ele ainda chorando vinha e me abraçava eu ficava com do mas se não fosse assim não conseguiria tomar meu banho sozinho.

Aos poucos ele foi se acostumando de vez em quando ainda pedia para tomar banho comigo mas eu não deixava. Um ano depois meu pai chegou de uma viagem de quase um mês, quando meu irmão ouviu o caminhão estacionar saiu em disparada e pulou em meu pai, o abraçou e beijou no rosto fez a maior festa, também fiquei muito feliz com sua chegada e o abracei ele disse que ia tomar um banho que estava precisando estava cansado e todo suado, meu irmão gritou na hora

_Eu também vou

Eu disse _ Não, nosso pai esta cansado, você vai depois.

Meu irmão fez cara de choro, então meu pai disse _ Pode deixar Thiago, vem Yago meu bebe, vem tomar banho com o papai, esta com saudades?

Terminaram o banho e Yago veio todo sorridente para nosso quarto trocar de roupa.

_iiii meu pai deixa eu tomar banho com ele, so você que não seu bobão. _ me pois língua joguei um travesseiro nele e ele se trocou rindo.

No outro dia quando fui tomar banho Yago foi correndo atrás fechei a porta mas ele foi atrás do meu pai que veio e me fez abrir a porta.

_ o thiago larga de bobeira deixa seu irmãozinho tomar banho com você abre logo essa porta

Abri a porta e Yago entrou com um sorrizinho na boca quando fechei a porta ele gritou _consegui, vivaaa.

_ larga de bobeira Yago vem logo se molha que vou colocar shampoo na sua cabeça, fecha os olhos. Quando ele enchaguou enquanto eu me ensaboava ele disse

_ Nossa thiago você ta todo chio de cabelo nem tinha visto olha, nasceu cabolo aqui, no suvaco também, quando vai nascer em min eu quero também ficar igual a você e o papai, mas você não tem ainda no peito vai nascer também quando? Olha quanto seu pinto ta grande nossa porque ele ta assim...

e foi pegando no meu pau, tirei sua mão rápido

_ Hei larga isso menino, não é pra você pegar ai não, talves daqui dois anos já comece a nascer cabelo em você e provavelmente vamos ter peito peludo igual nosso pai, todo mundo na família tem.

_ Ebaaa, mal posso esperar.

Terminamos o banho, nos trocamos e Yago foi correndo para o sofá onde meu pai assistia ao jornal sem camisa ele ficou brincando com os pelos do peito do meu pai perguntando um monte de coisas ate a hora de dormir. Já estava na cama começando a dormir quando sinto uma mãozinha puchando minha cueca, era Yago.

_ O que você esta fazendo ?

_Deixa eu ver seu pau de novo? ele esta tão grande.

_ Não Yago vai dormir.

_ Deixa eu ver os cabelinhos do seu suvaco

_ Yago eu quero dormir

_ deixa vai, esta bem Yago.

_ Nossa o meu também vai ficar assim? _ falou passando a mão em meu suvaco.

_ Vai Yago agora pra cama deixa eu ver os cabelinhos da sua barriga so um pouquinho assim?

_ Ok, rapidinho e dormir muleque!

Ele foi passando a mão em meus pelos do caminho da felicidade e é claro que não resisti e fiquei super exitado, quando ele viu meu pau duro já foi logo tirando pra fora da cueca.

_ Olha ele ta grandão agora thi.

_Agora chega pra sua cama agora Yago.

_Mas...

_Sem mas

_So um pouquinho

_So vou deixar você ver meu pau quando você tiver com pelos igual a mim _ foi o que pensei na hora pra me livrar dele é claro que ele sempre inventava um jeito de pegar no meu pau, tomar banho comigo, sempre me abraçando, fazendo cócegas em meu suvaco ele gostava muito eu também sempre ficava exitado mas me controlava e afatava ele, sem ser rude pois alem de ser meu irmão e gostar muito dele pensava que ele era carente e pela ausência de meu pai queria sempre estar por perto para ser referencia para ele.

O tempo passou ate que um dia eu meu acordei e levei um susto, eu deitado abri os olhos e Yago com o saco bem na minha cara

_ Ta ficando louco menino , o que você ta fazendo?

_ Olha Thi olha ta nascendo cabelo no meu saco to muito feliz me da um abraço

O abracei e ele no meu ouvido disse agora deixa eu ver seu pau ne você prometeu

_ Você não esquece disso ne, tudo bem mas só uma olhadinha

Tirei minha cueca e ele olhou e logo pegou em meu pau e começou um vai e vem com a mão

Para Yago era so ver

_Calma so estou vendo olha ta saído uma babinha.

Continuou tetei tirar mas ele segurando meu pau com uma mão e afastando minha mão com a outra de repente colocou meu pau na boca, nossa que delicia de boquinha quente tentei me controlar mas não teve jeito ele sugando meu pau fazendo um vai e vem na parte que não estava na boca estava tão gostoso não resiti e gozei, ele engoliu meu gozo.

_ Sempre quis fazer isso Thi.

_ não pode Yago

_ Porque é tão bom

_ porque e errado nos somos irmãos

_ melhor ainda, posso confiar em você e sei que não vai contar pra ninguém.

_È claro que não e isso não vai se repitir.

Fiquei um tempão sem graça com meu irmãozinho, como meu pai veio pra casa e ficaria um mês sem viajar disse que tiraria umas férias. Foi bom pois Yago nem ficou muito no meu pe, ate gostei, comecei a sair mais sozinho, colocar a cabeça no lugar, esquecer o que tinha acontecido.

Meu pai voltou a viajar e fiquei novamente sozinho com Yago, meus amigos e eu estávamos numa faze de exibicionismo indo para a escola sem cueca so pra mostrar o volume no short não mostrávamos o pau um pro outro nem pegava nada, a diverção era mostrar o volume que o pau fazia uns para os outros e para as meninas.

Quando chegava em casa quando meu irmão percebeu começou a sempre encostar a bunda em min pra me exitar, ficava querendo sentar em meu colo ate que um dia eu não resisti.

Estava muito calor cheguei em casa já sem camisa ele também tirou a sua e veio me olhando todo o caminho, minha mãe já tinha feito o almoço e foi trabalhar nos almoçamos e fui assistir ao programa de esporte não sei porque esta exitadissimo esse dia meu irmãozinho veio e já sentou em meu colo e deitou em meu peito

_Nossa como você esta quentinho Thi.

_Esta o maor calor é melhor você sentar no outro sofá.

_Aqui esta bem mais gostoso _ disse ele rebolando em meu pau

_ Para Yago já falei pra você parar com essas brincadeiras.

_ ou o que vai contar para nossa mãe ou pro papai?

_ Para logo Yago. _ Já estava suando pelo calor pela exitação quando Yago levantou pela perna do meu short pegou em meu pau e começou a chupar bem mas muito melhor do que da primeira vez .

_ Nossa Yago para, ta praticando com alguém é safado?

_Claro que não Thi, andei vendo uns filmes, quer ver o que aprendi, olha só.

E me chupava o pau, o saco colocava minhas bolas na boca, passava a mão na minha barriga no meu peito veio passando a língua do caminho da felicidade ate meus mamilos chupou e deu uma mordidinha em cada um, levantou meus braços cheirou e lambeu meu suvaco. Nossa estava pirando que delicia cada vez suava mais, ficava mais exitado.

_ Quer saber é hoje que te dou o que você quer há muito tempo.

Levantei fui no quarto da minha mãe peguei um olho de amêndoas que ela tinha fui para nosso quarto e chamei Yago que veio correndo, quando ele chegou e me viu passando o óleo no pau abriu um sorrizão e desceu o short e a cueca, coloquei ele de quatro e com o olho fui enfiando os dedos em seu cuzinho, ele rebolava e gemia em meus dedos lambuzei mais meu pau e comecei a enfiar meu pau em seu cuzinho.

_ Ta doendo?

_ Esquenta não enfia vai

_Relaxa então _ Enfiei mais ate colocar tudo, abracei ele por traz e fiquei beijando seu pescoço sua orelha, e ele começou a dizer

_ Que gostoso Thi, como você e gostoso irmãozão, nossa sempre quis você assim, me come vai mete vai.

_ Foi só ele pedir e comecei a bombar cada vez mais rápido que cuzinho gostoso, apertadinho, quentinho mudei ele de posição coloquei ele de frango assado queria ver a cara de safadinho dele, ele me abraçou enquanto eu metia em seu rabo e me beijou foi a primeira vez que nos beijamos na boca, chupava sua língua e comia seu cu. Gozei gostoso enchendo seu cuzinho de porra. Yago me abraçou forte e ficamos um tempo assim, abraçadinho na cama nos beijando.

Logo já estava recuperado e meu pau em riste novamente, aquele dia estava um tarado e Yago também já levantou e chupou meu pau ate gozar novamente e comi ele ate quase na hora de nossa mãe chegar.

Depois desse dia era acordado todo dia com Yago mamando em meu pau, o comia quase todas as noite o muleque acabou fazendo meu pai comer seu cuzinho também o que ele me contou depois. Mas com o tempo arranjei umas namoradas e cabei casando mas Yago sempre safado de vez em quando me assanha ate eu comer seu cuzinho. Tentei fazer ele ficar com umas garotas ele ficou com algumas mas ele gosta mesmo e de um pau no cu é tão safado que não para com um namorado.

Se gostaram comentem thaw.

 

Autor: Mrpr2

Comentario - Não é nescessario cadastro

Conto

Boy16 | 08/10/2013

Adorei o conto, ansioso pela continuação!!

Novo comentário