Morando com meus Tios II – Não foi sonho.

Morando com meus Tios II – Não foi sonho.

   Depois de transar com meu tio a campainha toca estando nos eu com meu pau amolecendo dentro do rabo de meu tio deitado em seu peito esporrado levantamos e nos limpamos colocamos nossas cuecas meu tio coloca uma camiseta e um short e vai atender a porta era o correio entregando uma encomenda. Respirei mais aliviado meu tio me chamou para um banho onde nos chupamos e nos beijamos muito e fomos almoçar fora. Saindo do restaurante encontramos um amigo do meu tio que nos convida para uma pelada meu tio agradece mas diz que acabamos de comer Jorge diz que a partida de futebol será mais tarde mas ate lá iríamos ficar conversando com o pessoal meu tio achou uma boa idéia para eu me enturmar um pouco, a partida seria em um clube.

   Chegando no clube muitos já estavam lá, alguns ate já estavam bêbados, cantando só de calção ou sunga comendo carne assada, e bebendo muito, meu tio Helio me apresentou a todos me elogiou muito muitas piadas foram contadas risos e gargalhadas, apesar da minha timidez estava me divertindo e ficou ainda melhor quando Eustaquio chegou com seu pai e seu irmão, com uma regata no ombro, cabelo liso ate o pescoço, peito sem nenhum fio de cabelo nem nas axilas, short ate os joelhos, uma bundinha empinadinha, corpo magro moreno, me deixou de boca aberta, meu tio percebeu o brilho em meus olhos, chegou no meu ouvido e disse:

_ Disfarça garoto, bom gosto vou te apresentar o resto é contigo!

   Tio Helio se virou e gritou:

_ Grande Osvaldo vejo que resolveu aparecer e trazer os rapazes e que rapagões hem? Vem cá deixa eu apresentar meu sobrinho o Sebastian.

_ Prazer Sebastian seu tio fala muito de você, estes são meus filhos Eustaquio e Euclides.

  Eustaquio e Euclides pareciam muito legais logo estávamos conversando como se já nos conhecêssemos curtiam as mesmas musicas  os mesmos artistas que eu, Euclides era o mais novo tinha 18 anos muito parecido com o irmão a diferença era o cabelo curto e um pouco mais magro, mas quem me chamou a atenção mesmo foi Eustaquio de 21 anos e seus olhos negros.

  Com a maior parte dos jogadores bêbados o rachão foi mais engaçado que disputado, eu um perna de pau consegui não me pergunte como fazer um gol que foi comemorado com abraços de meu tio e meus novos amigos Euclides e Eustaquio sentir aquele corpo quente suado de Eustaquio me deixou muito excitado e ele já estava, pois senti seu cacete duro em minha bunda no seu abraço por traz, Euclides fez dois e Eustaquio fez quatro gols e é claro que em todas as comemorações eu o abracei tendo a oportunidade de sentir seu corpo junto ao meu, pois jogamos sem camisa.

   Depois de uma longa conversa após a partida nos despedimos de todos, trocamos contatos e promessas de conversas futuras pelo computador. No carro no caminho de casa tio Helio pega em meu cacete dizendo que fui muito bem ficou orgulhoso de mim enturmando com todos principalmente com os garotos me pediu um pouco de cuidado, mas que eu fosse em frente que poderia sair dali uma grande e bela amizade.

    Chegamos em casa  tomamos banho descansamos um pouco e Vera chegou, linda foi para seu quarto e voltou com um vestido curto vermelho exuberante, perguntando porque não estávamos vestidos saímos como dois garotos correndo e nos trocamos.

   No restaurante meu tio estava super alegre contou a Vera sobre nosso passeio, me elogiou, contou varias piadas e historias antigas dele e de seus amigos Vera também super descontraída, fui no banheiro quando voltei percebi que meu tio estava com a mão dentro do vestido de Vera, quando sentei ela se levantou e foi ao banheiro, então meu tio chegou bem próximo de mim e colocou a mão em meu cacete e disse hoje você vai ter uma surpresa!

   Chegamos em casa e meu tio abriu uma garrafa de vinho eu não sou de beber mas me disseram para abrir uma exceção afinal eu não iria a lugar algum e só estávamos nos ali resolvi aceitar. Em um momento fui na cozinha e quando volta para a sala vejo Vera chupando o cacete de meu tio na sala, fico envergonhado e saio em direção ao meu quarto então meu tio me chama e diz para eu ficar ali com eles, Vera tira o pau de tio Helio da boca e diz que não tem problema que ela sabe que eu gosto também e pergunta se eu não estou afim, aproximo dos dois e meu tio diz para eu fazer como ele me ensinou. Com meu tio sentado no meio do sofá Vera deitado de lado e agachado entre as pernas de meu tio começo a mamar em seu cacete, logo eu e Vera estamos revezando  em sugar no cacete de tio Helio. No momento em que Vera esta mamando em seu pau meu tio me beija, desço e começo a mamar em seu cacete Tio Helio começa a mamar no seio de Vera depois abre as pernas de sua esposa afasta sua calcinha e começa a brincar com sua xaninha, então passa a lambe lá enquanto eu mamo em seu cacete.  Depois de algum tampo meu tio pede para que eu sente no sofá abre meu zíper e tira meu cacete já duro para fora e começa a me mamar enquanto Vera vem para meu lado e começa a me beijar. Vera oferece seu seios para que eu os chupe o que faço sem excitar, Tio Helio me suga deliciosamente ate que gozo em sua boca neste momento ele levanta e coloca Vera no meio do sofá de quatro e passa a lamber sua xoxota enquanto eu beijo a boca de Vera e acaricio seu peitos, Vera começa a beijar meu peito e a mamar em meus mamilos, Tio Helio vem e me põe a mamar seu cacete, meu pau já começa a dar sinal de vida e Vera o coloca todo na boca. Agora sou eu mamando tio Helio e Vera me mamando neste momento meu tio diz que será a sua vez de experimentar minha bundinha.

   Fico de quatro no sofá Tio Helio com uma perna flexionada em cima do sofá e a outra no chão se posiciona após lubrificar meu cuzinho com lubrificante trago por Vera começa a me penetrar, Vera fica atrás de meu tio dói muito quase desisto porem Tio Helio diz que já entrou e agora basta eu me acostumar aos poucos a dor vai diminuindo e para me auxiliar Vera vem para debaixo de mim e começa a me chupar o pau, meu tio começa o vai e vem um desconforto inicial aos poucos vai dando lugar ao prazer  então meu tio acelera  com toda a excitação esporra em meu cu, me deixando com as pernas bambas após encher a boca de Vera de porra vou deitar mas meu tio ainda fode Vera em seu quarto.

   Dormi exausto no dia seguinte acordei pensando que toda aquela loucura tinha sido um sonho causado pelo vinho, me dei conta que não no café da manha onde recebi um beijo na boca de meu tio Helio e um de Vera, alem de uma deliciosa pegada no pau de cada um o que acabou se tornando uma espécie de cumprimento nosso, sempre ao chegar ou sair fazemos isso no outro e na Vera uma rápida passada de mão em sua vagina um tapinha no bumbum.

   Após o café entro em uma rede social e la esta um convite de Eustaquio o aceito mas ele não esta on line, mas so de ver aquele convite e sua foto de perfil sem camisa já fico todo excitado me arrumo e vou para o trabalho ganhando beijos dos meus tios e pegadas no pau. Os dias passam cada dia a transa com meus tios ficava melhor com maior intimidade e conhecimento dos gostos e preferências um do outro, minha amizade com Eustaquio também aflora e fico a cada dia mais interessado tendo que me esforçar cada vez mais para que ele não perceba meu interesse com medo de seu afastamento então recebo uma mensagem dizendo:

_ Tenho uma proposta para você quer vir na minha casa no sábado para conversarmos?

  Respondo que quero pergunto o assunto, mas não tenho resposta, fico intrigado o que Eustaquio quer comigo?

Continua ...

Autor: Mrpr2

 

http://contos-do-mr-pierre.webnode.com/

Deixe seu comentario

elogios

Paulo André | 10/06/2015

muito bom o conto , muito tesão. parabéns ao autor . quero mais

Novo comentário