Te amei, amo e sempre vou te amar -8- A volta.

Te amei, amo e sempre vou te amar -8- A volta.

Minha manhã não estava nada fácil, meu carro acabou a gasolina e de a pe fui surpreendido por um cachorro na fuga para não ser mordido um carro me abre a porta me salvando mas quando olho para o motorista quase dou morro, mas desta vez de infarto.

_ Ra... Rafael?!!! 

Volto a encostar a cabeça no banco e a fechar os olhos não isso só pode ser coisa da minha cabeça isso não pode ser real! Ai será que eu morri e essa é uma versão terrestre moderna da gondola do pos vida e o barqueiro esta com a cara do Rafael?

_ kkk Não meu amor sou eu de verdade, voltei meu amor não esta fel... 

Pa!!! Estalei um tapa na cara dele e fui saindo do carro, a raiva era tanta que custei a abrir a porta. 

_ Certo eu mereço por ter te deixado daquela forma, mas espera eu te levo pro trabalho .... 

_ Não, obrigado vou a pe mesmo! 

_ Acabei de salvar sua vida. 

_ Obrigado  

Disse batendo a porta. 

_ Só uma carona. 

_ Não, Não e NÃO!!!!! 

Fui andando e Rafael com o carro bem devagar me seguindo.

_ Se continuar me seguindo eu chamo a policia!

Rafael acelerou o carro e eu o passo.

Cheguei furioso no trabalho, tremendo, todo suado, quase amassei o copo d'água. 

_ O que aconteceu? Foi assaltado? 

_ Não Margo quase virei comida de doberman. 

_ Porque não voltou pra casa? Você mora pertinho. 

_ Fiquei desnorteado, além disso vi um.... fantasma. 

Disse fantasma baixo praticamente sussurrando. 

_ Fantasma? Credo menino!

Disse Margo fazendo o sinal da cruz.

_ Esquece Margo, bom posso ir em casa me trocar? 

_ Esta louco? Hoje tem reunião e você já esta atrasado.

_ Se quiser pode usar uma camisa que tenho de reserva para não atrasar mais a reunião e bom... Não quero estragar a surpresa. 

_ Margo acha que uma camisa sua daria certo em mim?  

_ Não seu bobo é uma daquelas camisas com o logo da empresa que o Sr. Valter mandou fazer para vocês irem nos feirões lembra? 

_ Há sim, mas eu precisava de um banho ne? Estou todo suado. 

_ Toma no vestiário e olha aqui tenho de pronta entrega.

_ Delicia que perfume cheiroso Margo, quanto?  

_ Há faço baratinho para você, mas anda que o senhor Valter vai ficar uma fera se você atrasar ainda mais hoje. 

_ Ha não to pro clima hoje de noticias trágicas. 

_ Calma acho que você vai gostar, mas enquanto você se apronta vou avisar ao Sr. Valter que você já chegou e explico o motivo do atraso.

_ Você é um anjo Margo! Mas sobre a surpresa, o que é me adianta ai vai. 

_ Não! vai la se trocar e volta lindo e cheiroso como você faz todos os dias. 

_ Ok. 

_ E não demora hem, olha a reunião! 

Tomei um banho rápido no banheiro do escritório  e quando sai do reservado quem vejo no sanitário vertical. 

_ Só pode ser brincadeira! 

_ Parece que o tempo so te fez bem hem? 

_ Por favor não fale comigo. 

_ Acho que sera difícil agora porque.... Bom não vou estragar a surpresa.

_ Ainda tem mais? Não basta essa palhaçada de você ter voltado la dos quintos dos infernos para me atazanar?

_ È assim que você me agradece depois de eu ter praticamente salvo sua vida? 

_ Se eu soubesse que você estava naquele carro eu preferia ter lutado com o cachorro. E quer fazer o favor de guardar essa coisa ai!

Disse para Rafael que falava comigo ainda com o pau de fora, ele olhou para baixo olhou para mim deu um sorrisinho safado e depois de uma balançada o guardou.

_ Desculpe acabei me desconcentrando com sua beleza, pronto ja esta guardado, mas quando quiser ver novamente é so pedir. E só para constar eu estava nos EUA e não no inferno. 

_ Pois deveria ter continuado la. 

_ Não havia nada que me prendia mais la.

Disse Rafael desfazendo seu sorriso e abaixando a cabeça.

_ Isso não me interessa agora sai que preciso me vestir, já estou atrasado para a reunião.

_ Por mim tudo bem nunca tive problemas em ver você nu, alias parece que melhorou ainda mais andou malhando?

_ Rafael acho que você não intendeu, você me deixou, me abandonou aqui por três anos sem uma noticia, sem uma explicação sem nada e agora acha que pode voltar como se nada tivesse acontecido fazendo piadas gracinhas e eu vou voltar para os teus braços te chamando de meu amor?

_ Desculpa Sam...

_È Santiago! Meu nome é Santiago. E eu não quero saber das suas desculpas.

_ Santiago eu vou me explicar, mas nos encontramos por acaso e novamente agora e temos uma reunião que alias estamos muitíssimos atrasados, mas se você quiser te conto tudo agora é que...

_ Quer saber? Por anos eu queria saber o que aconteceu, queria uma explicação sua, mas agora te vendo aqui na minha frente eu percebo que não importa, não importa porque você me deixou esta claro que você so queria se divertir e eu fui uma aventura para você, algo diferente que  você ainda não tinha experimentado e depois que se fartou foi embora.

_ Não é nada disso Santiago eu te amo!

_ Amor? Que amor é esse? Que tipo de amor é esse que some me deixa preocupado pensando mil e uma coisas, que tinha acontecido algo com você ou que eu tinha feito algo e não conseguia me dar conta do que era eu quase entrei em depressão se não fosse a Mariza, o Sr. Valter eu nem sei o que teria sido de mim.

_ Me desculpa eu... eu devia ter falado com você ter te procurado mas não consegui, se eu tivesse te visto eu sabia que eu não iria conseguir entrar naquele avião e se eu não tivesse feito provavelmente eu iria me culpar pro resto da vida...

_ Chega eu não quero saber, sai daqui que eu tenho que me trocar sai!

Disse me aproximando e empurrando Rafael, mas ele me segurou os braços e olhou fundo dos meus olhos.

_ Me solta Rafael, me solta!

Segurando em meus braços me imobilizando Rafael aproxima seu rosto do meu e me beija, tento me esquivar, não quero aceitar o beijo, tento me afastar mas sentir seu perfume, seu calor sua pegada, seus lábios de encontro com os meus, seu gosto, não resisto, perco a concentração por um segundo e me entrego a um beijo ardente. Abro minha boca e a língua de Rafael me invade, meus braços perdem a força e com isso as mãos de Rafael já não me seguram mais não tem mais razão para isso, agora suas mãos acariciam meus braços, minhas costas ainda meio molhada, a toalha que esta em minha cintura cai, a mão de Rafael que esta em minhas costas vai descendo ate encontrar minha bunda que é carinhosamente acariciada me deixando todo arrepiado enquanto meus lábios chupão os dele.

Estávamos ali no banheiro entregues a um beijo cheio de caricias perdidos naquele momento quando batidas na porta nos despertam para a realidade.

Santiago, Santiagoooo esta tudo bem ai? O Sr. Valter esta querendo começar a reunião.

_ Já... hum... Já estou indo Margo, estou me vestindo, peça para ele so mais um momento.

_ Ok, E você viu o... quer dizer, tem mais alguém ai com você?

_ Não!

Grito assustado.

_ Quer dizer, não, não tem ninguém aqui Margo so eu e estou terminando de me vestir.

_ Tudo bem já estou indo para a sala de reuniões e depressinha.

Empurro Rafael e ele vai saindo eu então o seguro e digo sussurrando.

_ Não! Seu louco ela ainda esta praticamente na porta se você sair agora vai dar de cara com ela, espera mais um pouco.

Rafael olha para mim, desce o olho e vê que meu pau esta duro abre um sorriso.

_ Eu sabia que ainda gosta de mim.

E veio para me abraçar novamente.

_ Sai de perto de mim, agora é serio Rafael se você se aproximar de novo eu chamo o Sr. Valter!

_ Ok então vou ficar so admirando.

Visto minha roupa então digo para Rafael ir que eu iria logo atrás. Rafael foi saindo e antes de sair pela porta olhou para mim e deu uma piscada.

Passei meu novo perfume, respirei fundo e fui para a reunião.

 

Continua...

 

Autor: Mrpr2

 

comente

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário